Nossa História

3.jpg
img039.jpg
sasan-1499801596.jpg

A História

         O Grupo de Assistência Social de Artur Nogueira, conhecida pela abreviatura, SASAN foi fundada aos 7 de fevereiro de 1972 em Assembléia Geral realizada,no Floresta Futebol Clube, sob forma de uma ONG civil, de caráter assistencial e educativo, sem fins lucrativos, com duração indeterminada, foi publicado no Diário Oficial do Estado, aos 14.10.1972 extraído do estatuto social da entidade, Registrado sob o nº 9029 Fls. 155 aos 30.10.1972 no Cartório do Registro de Imóveis Mogi Mirim-SP, tendo os primeiros fundadores Padre Edson Vieira Lício e o Doutor Hermelindo Sandri e o Senhor José Módulo.

           Inicialmente a OSC foi denominada Sociedade de Assistência Social de Artur Nogueira daí a sigla “SASAN”, no decorrer do tempo observou-se que a palavra “sociedade” termo utilizado pelo setor empresarial substitui-se por “Grupo de Assistência Social de Artur Nogueira”.

Fundada há 45 anos e a primeira OSC (Organização Sociedade Civil), sem fins lucrativos e de caráter filantrópico fundada na cidade de Artur Nogueira. Possuímos uma área de 1.469,20metros quadrados, parte das nossas dependências físicas, está em construção obedecendo-se às normas vigentes da ABNT- Associação Brasileira de Normas Técnicas e de Segurança do Corpo de Bombeiros e a outra parte concluída e em funcionamento.

            A nossa OSC busca promover ações preventivas para as famílias em situação de vulnerabilidade social, com foco no fortalecimento de vínculos familiares e comunitários, defesa dos direitos todo o nosso trabalho vem se adequando aos novos parâmetros da política de Assistência Social.

 

Como surgiu

 

No ano de 1966, contou-nos Dr. Hermelindo Sandri: “Eu era funcionário do Juiz de Direito da Comarca de Moji Mirim, exercendo função de Secretário, fui nomeado Oficial Maior do Cartório de Artur Nogueira, tomando posse no mês de junho. Nesta ocasião o Senhor Raul Grosso responsável pelo Cartório encontrava-se com dificuldades naturais da idade e não conseguia cumprir todos os compromissos e os serviços permaneciam acumulados.”

            O Senhor Hermelindo passou a organizar, trabalhando assiduamente no cartório, até altas horas e finais de semana; os nogueirenses lhe retribuíam pela rapidez que prestava seus serviços muito respeito, confiança e admiração; ao mesmo tempo sua paixão pela cidade e pelo seu povo crescia. Assim, cada vez mais entusiasmado pela cidade que o acolheu com tanto carinho, sentia a necessidade de retribuir esse acolhimento de alguma forma.

            Na época da fundação da nossa SASAN, o município de Artur Nogueira tinha como atividade econômica principal centrada nas atividades do campo, principalmente no setor agrícola com a plantação de algodão, café, cana de açúcar e outras culturas. As famílias no geral eram numerosas, o trabalho no campo era árduo e pago por colheitas ou safras; a renda apenas sustentava a família em suas necessidades básicas e o sonho a uma vida melhor parecia muito distante; até que ocorre a descentralização industrial da cidade de São Paulo, sendo a região de Campinas a mais procurada pelas indústrias. Muitas famílias migraram para cidades da região, em busca de melhores oportunidades de trabalho e renda; conseqüentemente, a falta da mão de obra no período de colheita obrigou os fazendeiros a ofertar emprego em outras regiões e Estados do país; ocorrendo forte migração de mineiros, paranaenses, nordestinos para a cidade.

Nesse período aconteceu um fato que nos chamou atenção:- enquanto a população nas cidades vizinhas crescia no município de Artur Nogueira não aumentava, nem diminuía; mas o numero de pessoas ou famílias com baixo poder aquisitivo necessitando de ajuda humanitária, aumentava consideravelmente, pelo motivo da migração tanto de quem partia da cidade na busca de trabalho e se arrependiam, voltavam para casa dos familiares; como aqueles migrantes que chegavam desprovidos de subsistência.

            Preocupado com a situação cada vez mais difícil dessas famílias Doutor Hermelindo e a esposa, concluíram que poderiam ajudar, mas, havia a questão do seu emprego, que lhe tomava todo seu tempo: - Ele pensava... “Deve haver uma maneira que eu possa ajudar...” e foi assim que teve a idéia de colocar uma caixa no balcão do cartório  pedindo doações aos clientes do cartório.

            As contribuições iam sendo arrecadadas e as famílias necessitadas passaram a receber alimentos, remédios, consultas médicas e a cada dia a demanda pelos serviços prestados pela SASAN era maior; Doutor Hermelindo entrou em contato com o único médico na cidade Doutor Décio de Queiróz Telles solicitou as consultas, que prontamente o atendeu; no entanto não havia sala para os atendimentos de saúde. Situação estava complicada até entrando em contato com o Prefeito Municipal Senhor Atílio Arrivabene, este cedeu local para o médico dar atendimento; as famílias de posse das receitas médicas recebiam autorização para buscar o medicamento na Farmácia do Senhor Rieli Guzzi; mais tarde a SASAN passou a transportar os pacientes para os hospitais e pronto atendimento nas universidades na cidade de Campinas.

            Passado algum tempo o Doutor Hermelindo responsavelmente concluiu:- que precisava informar aos doadores da SASAN o destino das contribuições arrecadadas, apresentando os documentos de forma contabilizada e decidiu convocar uma reunião com todos os doadores, as autoridades do município e todos os interessados na sua causa.

            A reunião foi marcada aos 7 dias do mês de fevereiro de 1972, às 20 horas no Floresta Futebol Clube, durante os trabalhos apresentou-se a prestação de contas, e os relatórios das atividades; animados com os resultados, os presentes decidiram fundar uma sociedade (termo utilizado na época), ou seja, uma Associação sem fins lucrativos, denominada Sociedade Assistência Social de Artur Nogueira - SASAN e constitui-se a sua primeira Diretoria formada: Diretor de Honra Padre Edson  Vieira Lício (cumprindo-se o protocolo da época que era convidar o pároco para Diretor de Honra), Presidente Doutor Hermelindo Sandri, Vice Presidente Maria Aparecida Sthal Cardoso, 1º Secretário Maria Lucia de Carvalho Castro, 2º Secretario: Maria Aparecida da Silva Posi, 1º Tesoureiro Joaquim Valim de Oliveira Castro, 2º Tesoureiro Frederico Gonzaga Jayme.Conselheiros Fiscais e Consultivo: Ederaldo Amaro Rodrigues, Natalino Rossetti, Gertrudes de Barros Sandri, Edmo Wilson  Cardoso, Geraldo Forner, Marlene Guisso, Sebastião Artur , José Domingos Gallo, Conselheiros Técnico:José Modolo, Amaro Rodrigues, Arnandi Tagliari e José Quintal.

            A partir daí muitas conquistas foram realizadas pelo Doutor Hermelindo para a SASAN e para as Organizações da Sociedade Civil que se fundou posteriormente no município como: o ponto de vendas de flores no cemitério em período de finados, os terrenos onde hoje funciona a sede da SASAN, os benefícios de verbas municipais e muitos outros.

            Essa é a nossa história com a importância de ter sido escrita pelo nosso fundador na sua máquina de escrever e nos foi entregue, numa linda tarde de primavera na sede da SASAN e transcrita por esta Diretoria, que se orgulha em dar continuidade ao trabalho pioneiro daqueles que a fundaram.  

 

 

                   

 

NOSSA MISSÃO, VISÃO E VALORES  

 

Missão

Provocar um processo de mudança na pessoa e nas famílias assistidas, inserindo-os no universo do trabalho, da educação e na garantia de direitos sociais.


Visão definida aos próximos cinco anos:

A SASAN sonha com um mundo em que não exista pobreza e que cada indivíduo seja eficiente em suas atitudes de mudança e transformação, contribuindo para solucionar os desafios sociais

 

Nossos Valores

 

Qualidade

Manter sempre o pioneirismo e excelência na assistência social.

 

Transformação

Ser agente de transformação como foco no serviço de convivência e fortalecimento de vínculos junto a família, a comunidade, nos profissionais e nos colaboradores.

 

Responsabilidade Social

-Buscar a integração do ser humano, respeitando a sua individualidade, ambiente e comunidade.

 

Sustentabilidade

Promover um ambiente colaborativo, apoiando objetivos, transformando em ações e gerando uma gestão autossustentável.

 

Ética

-Acolher de forma ética e humana, promovendo o respeito mútuo entre      colaboradores, famílias assistidas, a comunidade e os recursos públicos recebidos